Telas OrixásOs Orixás são desdobramentos cósmicos das sete vibrações, dos sete princípios universais do Criador. Enquanto divindades possuem ação reguladora desses mesmos princípios, sendo também responsáveis pelos desdobramentos fluídicos e energéticos da energia primordial divina que está na origem dos fluidos, das essências, das substâncias e dos elementos que constituem a formação geológica do nosso planeta – ou a matéria física.

Assim, podemos entender que o nosso planeta é um organismo vivo e pulsante que vibra e irradia a energia, a essência, a natureza, a “Alma” dos Orixás constantemente, criando à volta do nosso planeta sete campos, ou sete órbitas energéticas e espirituais, que na sua contraparte humana representam os setes corpos formadores do ser.

Esse organismo vivo e pulsante que é o nosso planeta interage constantemente connosco – visto que somos parte integrante da natureza -, irradiando os princípios ou as qualidades do Criador, às quais denominamos Orixás.

Captamos essas vibrações e pulsações como formas de pensamentos, de conhecimento e de sentimentos elevados que nos impulsionam a uma ação evolucionista da consciência e do espírito.

As conexões com essas vibrações, com esses mentais planetários (Orixás), abastecem os seres, ou seja, as “inteligências” encarnadas e desencarnadas que se sintonizam com esses princípios, pois é neles (nesses princípios) que todos os “pensamentos” de todas as divindades e seres espirituais mais elevados se unificam numa espécie de sabedoria universal, constituindo uma fonte de inspiração superior para todos os seres que se conscientizam dos seus processos evolutivos. Esse processo dá origem a correntes de pensamentos e de sentimentos (egrégora) que “gravitam” próximo à esfera física amparando e sustentando todos os seres que com elas se afinizam, funcionando como uma fonte inesgotável de pensamentos, sentimentos e conhecimento que estimulam a intuição e o raciocínio, proporcionando desenvolvimento e evolução tanto individual como coletiva.
Heldney Cals