Orixás e as Telas planetárias – Mentais

Telas OrixásOs Orixás são desdobramentos cósmicos das sete vibrações, dos sete princípios universais do Criador. Enquanto divindades possuem ação reguladora desses mesmos princípios, sendo também responsáveis pelos desdobramentos fluídicos e energéticos da energia primordial divina que está na origem dos fluidos, das essências, das substâncias e dos elementos que constituem a formação geológica do nosso planeta – ou a matéria física.

Assim, podemos entender que o nosso planeta é um organismo vivo e pulsante que vibra e irradia a energia, a essência, a natureza, a “Alma” dos Orixás constantemente, Ler restante »

Iniciação à Umbanda

Iniciação à UmbandaMuitas são as pessoas que nos perguntam como iniciar-se na Umbanda. E com intuito de esclarece-las, passamos a baixo a nossa visão.

Acreditamos que o processo de iniciação na Umbanda seja um método de auto iniciação, ou seja, começa com a vontade do principiante em buscar sua transformação e lapidação interior, ao mesmo tempo em que busca relacionar-se melhor com o sagrado e a espiritualidade, predispondo-se a servi-los.

O processo de auto iniciação demanda tempo e esforço pessoal por parte do iniciante, pois a experiência e a maturidade mediúnica só se adquire com a prática, com a persistência e com a boa vontade do adepto de servir, de aprender e de se desenvolver mediunicamente.

Esse desenvolver mediunicamente, não tem a ver apenas com as qualidades e potencialidades mediúnicas do médium, mas sim Ler restante »

Ataques e Defesas

“ A língua muitas vezes fere mais que o golpe da espada.”
Proverbio Judaico

Deus não castiga e nem recompensa ninguém.

A divina sapiência criou Leis imutáveis e eternas que regem os capítulos de evolução dos mundos e dos seres.

A lei do retorno é incontestável e inflexível. Pois ela é uma das grandes protagonistas do livro do destino da vida.

Para cada ação, existe uma reação e nós somos reféns das mesmas.

Agir com inteligência, amor e bondade são caminhos de realização e sucesso. Agir de forma mesquinha, pequena, procurando sua realização em detrimento do seu próximo são caminhos de dor, reequilíbrio e aprendizado.

Porém quando somos vítima de ataques, não necessariamente precisamos também levantar a espada. Ler restante »

Eclipse solar – Pombagira e a magia da Luz interior

Sabemos que a vibração da esquerda atua dentro do polo negativo humano.
Nossas trevas interiores são profundamente trabalhadas pelos guardiões e guardiãs da umbanda que atuam de forma intensa em nosso íntimo no intuito de expurgar nossas trevas interiores.

Portadores de Mistérios mágicos, atuam nas passagens de níveis e vibrações, auxiliando na transfiguração das trevas em luz.

Aproveitando os fenómenos onde portais naturais se abrem de forma temporal, a esquerda realiza e potencializa condições reais de transformação interior. Ler restante »

Diversidade de Umbanda

Dentro do universo da Umbanda, assim como na vida e em outras religiões encontramos a unidade e a diversidade.

Na unidade encontramos a Fé em Deus, nos Sagrados Orixás, nos Guias de Lei, assim como no propósito de fazer o bem, e de buscar um desenvolvimento espiritual, mediúnico, consciencial e humano.

Procuramos fazer o nosso melhor para termos um mundo melhor.

Na diversidade encontramos a varias formas de pensar, entender e fazer Umbanda, ou seja, os fundamentos e o “modus operandi” de cada casa, que por norma respeita sempre o conhecimento recebido de sua vertente espiritual de acordo com a ascendência doutrinaria e religiosa de cada  templo

Cada um pratica a Umbanda que conhece, sempre visando o bem, a irmandade e paz de Oxalá.

Assim é importante que o umbandista não se ponha como dono da verdade e não seja pretensioso,  intolerante, e fundamentalista.

Respeite a Umbanda que seu irmão pratica.

Heldney Cals

As horas grandes e pequenas, velas e trabalhos na Umbanda

Dentro dos fundamentos da Umbanda encontramos o mistério das horas planetárias e sua ação dentro da estrutura espiritual no plano físico.

A luz solar é um elemento energizador que promove uma limpeza, uma “varredura” espiritual no plano físico, sanando nosso ambiente energético e eletromagnético, proporcionando uma maior ativação energética. Enquanto a ausência da energia solar propicia o acumulo de energias deletérias. Por isso grande parte dos trabalhos de magias negativas são realizados no período de maior escuridão.[1]

Somos frutos do meio e automaticamente somos influenciados energética e espiritualmente pelo período de exposição solar ou se assim preferirem pelo giro do planeta. E seu movimento de rotação e translação altera nosso campo energético[2]. Tanto é verdade que de dia sentimo-nos mais energizados e bem-dispostos e a noite desenergizados e sonolentos. O mesmo serve para o verão e para o inverno.

Na estrutura energética, espiritual e dimensional de nosso planeta existem algumas estruturas que podemos chamar de aberturas ou Portais dimensionais e magnéticos. Quando Ler restante »

A Justiça de Exu

“A função da Esquerda é resguardar o equilíbrio e reestrutura-lo quando é preciso”.

Zé Pilintra

Todo umbandista sabe que exu[1] é agente da Lei Maior e que “responde” a Ogum, o senhor máximo da Lei Divina. Porém raramente atentem para o fato de que para existir Lei é preciso existir antecipadamente Justiça ou legislação par que a Lei possa ser devidamente aplicada.

A Justiça Divina é regida por Pai Xangô e prima pela estabilidade, pela segurança e pelo equilíbrio da Criação e de todos os seres, assim exu também é agente da justiça, por isso também é agente kármico e age dentro da Lei Maior para compensar os justos e corrigir, reequilibrar  todas as ações contrárias a harmonia universal, assim como reeducar, repreender e se preciso for, castigar aqueles que estão por trás dessas ações negativas e perniciosas.

Quando falamos Castigo, não estamos simplesmente falando de fazer sofrer a quem quer que seja, mas sim, e muitas vezes deixa-lo só, sem amparo perante as consequências de seus atos.

Nenhum Guia de Luz gosta de ver o sofrimento de um filho seu, por mais que entenda que muitas vezes as lágrimas Ler restante »

Considerações sobre água fluidificada

   água fluidifiicada   A Umbanda é uma religião mágica. E magia é a ciência de manipulação de fluidos, de energias, de forças e poderes para realizar uma transformação positiva na vida.

Toda ação de magia[1] deve respeitar o livre arbítrio, a programação de vida (resgates e merecimento).

A água fluidificada, apesar de não ser uma ação comum dentro dos Templos de Umbanda, é pura magia e como tal insere-se perfeitamente dentro da fundamentação e/ou ritualística de um templo. Visto que a mesma consiste em transformar a água em medicamentos para alma que ressoará no corpo físico do individuo, provocando nele, ou incitando-o, a uma transformação salutar e benéfica.

Como já foi comprovado Ler restante »

Zé Pelintra

Um Zé entre muitos “Zés”, mas não um Zé qualquer, muito menos um Zé Ninguém.

Dinâmico, sábio, alegre, extrovertido, diferente, discordante, original, versátil, vivo, ativo mágico… Tudo isso, e muito mais, é o “Seu Zé” – como é carinhosamente chamado por seus filhos e enteados – que está sempre muito além de qualquer qualitativo ou adjetivo para classificá-lo.

Amigos de todos e sempre bem-disposto, Seu Zé não têm dogmas, preconceitos, nem julgamentos. Apresenta-se sempre Ler restante »

O perigo da imaturidade mediúnica – Fascinação

“É comum o filho ainda iniciante na Umbanda, na espiritualidade que ele confunda seus pensamentos, suas ideias e sua imaginação com uma comunicação espiritual”

Isso se deve a imaturidade mediúnica em conjunto com uma grande pressa de se desenvolver. Ele começa a “escutar”, “ver” suas entidades muito antes delas se apresentarem e ele as senti-las de facto.” Os Guias de Umbanda são Guias de Lei e não se manifestam a qualquer hora e muito menos em qualquer lugar sem um propósito realmente aceitável. É preciso ter atenção nesse tipo de comportamento por parte dos filhos da casa.”

Pai António

Como é difícil separar a mente, a imaginação de uma comunicação espiritual real. Eu mesmo levei anos para perceber essa diferença, e mesmo assim, foram os Guias da casa que frequentava na época que me ensinaram e confirmaram a diferença.

A inspiração, a intuição, o instinto e a imaginação são coisas diferentes.

Muitas vezes o iniciante na Umbanda, Ler restante »